Blog do Lininho  
Rapidinhas  
  • Segunda-feira, 15/10/2012 - 16h00
    AGUARDE... Logo você verá aqui as rapidinhas do blog do lininho..
Compartilhe
 
 

Não se curem além da conta. Gente curada demais é gente chata. Todo mundo tem um pouco de loucura. Vou lhes fazer um pedido: vivam a imaginação, pois ela é a nossa realidade mais profunda. Felizmente, eu nun

Nise da Silveira
 
 
 
 
  Quinta-feira, 30/10/2014 - 12h06
Coluna Cotidiano

Nestas eleições presidenciais, os brasileiros e brasileiras se confrontaram com uma cena bíblica, testemunhada no salmo número um. Tinha que escolher entre dois caminhos: um que representa  o acerto e a felicidade possível e outro, o desacerto e infelicidade evitável. Criaram-se todas as condições para uma tempestade perfeita com distorções e difamações, difundidas na grande imprensa e nas redes sociais, especialmente uma revista  que ofendeu gravemente a ética jornalística, social e pessoal publicando falsidades para prejudicar a candidata Dilma Rousseff.  Atrás dela se albergam as elites mais atrasadas que se empenham antes em defender seus privilégios que universalizar os direitos pessoais e sociais. O desafio para a Presidenta Dilma  não é só consolidar o que já deu certo e corrigir defeitos mas inaugurar um novo ciclo de exercício do poder que signifique um salto de qualidade em todas as esferas da vida social. Pouco se conseguirá se não houver uma reforma política que elimine de vez as bases da corrupção e que permita um avanço da democracia representativa com a incorporação da democracia participativa, com conselhos, audiências públicas, com a consulta aos movimentos sociais e outras instituições da sociedade civil. É urgente uma reforma tributária para que tenha mais equidade e ajude a suplantar a abissal desigualdade social.  Fundamentalmente a educação e a saúde estarão no centro das preocupações desse novo ciclo. Um povo ignorante e doente não pode dar nunca um salto rumo a um patamar mais alto de vida. Por último e talvez o maior dos desafios nos vêm do campo da ecologia. Severas ameaças pairam sobre o futuro da vida e de nossa civilização, seja pela máquina de morte já criada que pode eliminar por várias vezes toda a vida e as consequências desastrosas do aquecimento global. Se chegar o  aquecimento abrupto, como inteiras sociedades científicas alertam, a vida que conhecemos talvez não possa subsistir e grande parte da humanidade será letalmente afetada. O Brasil por sua riqueza ecológica é fundamental para o equilíbrio do planeta crucificado. Um novo governo Dilma não poderá obviar esta questão que é de vida ou morte para a nossa espécie humana. (Leonardo Boff, teólogo)

Boataria tucana

Mesmo longe da estrutura palaciana existem alguns tucanos que vivem da ojeriza de fofocas para tentar influenciar o apagar das luzes da gestão de Teotonio Vilela. No ato da maldade tentam jogar na vala comum homens de bem como forma de que possam descer até o nível que eles – fofoqueiros – estão condicionados.

Novas sinalizações

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) concluiu, na última semana, a implantação das novas sinalizações nos bairros do Poço, próximo à praça Bomba da Marieta, e da Serraria, na região do Conjunto José Tenório. O objetivo é melhorar o fluxo dos veículos nas duas regiões e garantir a fluidez do trânsito.

Falando nisso...

... As mudanças de fato garantiram novos rumos na vida cotidiana dos cidadãos que utilizam tais vias públicas. Enquanto isso a ‘onda verde’ tem sido um calo de sangue na atual gestão.

Programa Cidadania

O diretor da Escola Superior da Magistratura de Alagoas (Esmal) e presidente do TJ/AL, desembargador José Carlos Malta Marques, assinou convênio para ampliar a atuação do Programa Cidadania e Justiça na Escola (PCJE). Em 2014, o projeto tem sido desenvolvido sistematicamente em seis colégios municipais de Maceió e agora passa a atuar nas escolas estaduais.

Feirão do Estudante

Neste final de semana (31 de outubro a 02 de novembro), o  Maceió Shopping  será a sede do Feirão do Estudante, uma iniciativa  que reúne diversas atividades com o objetivo de estimular o aprendizado e o desenvolvimento dos estudantes. Alunos de ensino médio, vestibulandos, universitários e profissionais recém-formados encontrarão informações sobre universidades, graduação, pós-graduação, intercâmbios culturais, cursos de idiomas, concursos públicos, além de orientações sobre carreiras e mercado de trabalho.

Dia de finados 1

Doze missas estão previstas para acontecer neste domingo (02) em Maceió. As celebrações estão sendo organizadas pela Igreja Católica e serão abertas a todos visitantes que, na ocasião, costumam acender velas e levar flores aos túmulos em memória dos entes já falecidos.

Dia de finados 2

No Cemitério Nossa Senhora da Piedade, no Prado, quatro missas acontecerão às 8h, 11h, 14h e 15h30. Já no Cemitério São José, no Trapiche da Barra, cinco celebrações acontecem às 7h30, 9h30, 11h, 15h e 16h30.

Dia de finados 3

No Jaraguá, no Cemitério Nossa Senhora Mãe do Povo, uma missa às 8h será celebrada em homenagem aos falecidos. No Cemitério Santo Antônio, em Bebedouro, missa está prevista para às 6h. E no Cemitério São Luiz, no Tabuleiro do Martins, a celebração acontece às 16h30.

  Quarta-feira, 29/10/2014 - 12h04
MEDALHA SILVIO VIANNA

Na noite do próximo dia 31 de outubro, dez servidores públicos estaduais serão agraciados com a Medalha do Mérito Silvio Carlos Luna Vianna. Eles receberão a homenagem das mãos do governador Teotonio Vilela Filho, em solenidade realizada no Espaço Pierre Chalita. A partir de hoje até sexta-feira, a Agência Alagoas apresenta os perfis dos servidores homenageados. Os dez nomes foram indicados pela Comissão Coordenadora da medalha. Os agraciados são: Milton Vieira de Farias, agente Administrativo na Secretaria de Estado da Gestão Pública (Segesp); José Nunes Filho, auxiliar Administrativo da Secretaria de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Agrário (Seagri); Adilson Alves de Lima, agente administrativo da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), no Hospital Geral do Estado; Marcelo Francisco da Silva, professor na rede estadual de Educação, Maria José Rufino Ferreira engenheira agrônoma da Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal); Rayné Moreira Melo Santos, servidora da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte; Vilma Oliveira Aleluia, servidora da Secretaria Estado da Fazenda (Sefaz); Maria Joceliane Alves Barros, auxiliar de Enfermagem da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau); André Galdino Fidelix, professor/diretor da 3ª CRE Escola Estadual Humberto Mendes, e Graciele Cardoso Carvalho Rocha, coordenadora pedagógica/ professora da Escola Estadual Professor Atanagildo Brandão.

  Terça-feira, 28/10/2014 - 21h43
Sérgio Jucá se afasta da chefia do MP
Walber Valente assume a Procuradoria Geral de Justiça

O procurador de Justiça Sérgio Jucá vai se afastar do cargo de chefe do Ministério Público do Estado de Alagoas a partir da próxima quinta-feira (30). Seu afastamento se dará em razão de ele participar da eleição que vai eleger o novo procurador-geral de Justiça. Jucá deverá ser reconduzido ao cargo, cujo mandato será exercido no biênio 2015-2016. O subprocurador-geral Administrativo-Institucional, Walber José Valente de Lima, assumirá o comando da instituição.

Está na resolução do Colégio de Procuradores de Justiça nº 5/2014, a regulamentação da eleição para a formação da lista tríplice para a nomeação do procurador-geral de Justiça. Em seu artigo 8, a norma diz que é 'obrigatória a desincompatibilização dos candidatos, mediante afastamento temporário das suas atividades funcionais, pelo menos trinta dias antes da eleição, uma vez ocupantes dos cargos de procurador-geral de Justiça ou outros eletivos ou preenchidos por designação nos órgãos da administração do Ministério Público, investidos em funções de confiança na estrutura organizacional institucional e empossados como presidente ou vice-presidente em exercício da Associação do Ministério Público do Estado de Alagoas, regra a ser seguida por aqueles afastados das funções de execução normais de seus cargos ou da carreira'.

Sérgio Jucá é o único candidato inscrito, não tendo, portanto, concorrentes disputando a mesma função. Porém, ainda assim, ele terá que se desincompatibilizar da chefia do MPE/AL. Esta será a primeira vez na história do Ministério Público alagoano que a eleição para o cargo de procurador-geral de Justiça terá candidato único. “A ausência de disputa revela a significativa coesão dos promotores e procuradores de Justiça para fortalecer a gestão do Ministério Público. Candidato único, tive o apoio decisivo do Colégio de Procuradores e da diretoria da Associação do Ministério Público do Estado de Alagoas (Ampal), enfim, de todos os colegas que, juntos e imbuídos do mesmo propósito, desejam que a instituição alcance a máxima eficiência ansiada pelo texto constitucional de 1988 na defesa da sociedade e dos interesses dos cidadãos", afirmou Sérgio Jucá.

Eleição

A eleição para o cargo de procurador-geral de Justiça acontecerá no dia 30 de novembro, das 09h às 17h, no auditório Edgar Valente de Lima Filho, situado no 5º andar do prédio-sede do MPE/AL. A data e o horário também têm previsão na mesma resolução do Colégio.

O pleito será presidido pelo subprocurador-geral Administrativo-Institucional, Walber José Valente de Lima, que, a partir do dia 01 de novembro, assume a chefia do Ministério Público. “O afastamento do procurador-geral de Justiça será por 30 dias. Daremos continuidade ao modelo de administração implantado pelo atual chefe do MPE/AL, Sérgio Jucá. A candidatura única representa o momento de unidade que vivencia a nossa instituição”, argumentou Walber Valente.

Encerrada a eleição, a Comissão Eleitoral, que será formada pelos promotores de Justiça Almir Crescêncio, Luciano Romero da Matta Monteiro e Isaac Sandes Dias, dará início a apuração dos votos e, na sequência, proclamará o resultado.

O procurador-geral eleito deverá ser nomeado pelo governador do Estado, Teotônio Vilela Filho, ainda no mês de dezembro e, no dia 02 de janeiro, tomará posse no cargo.

  Segunda-feira, 27/10/2014 - 17h14
Reforma política: melhor caminho é aprovação pelo Congresso seguida de referendo, diz Renan

Leia a íntegra da nota:

As eleições de 2014 entrarão para história brasileira com uma das disputas mais acirradas e combativas desde a redemocratização. Mesmo com tantos tensionamentos, venceu a democracia e o pleito foi marcado pela ordem e respeito aos resultados.

Apuradas as urnas é prudente que todos os brasileiros e brasileiras, notadamente os homens públicos, reflitam sobre a humilde convocação feita pela Presidente reeleita em torno da conciliação nacional.

Eleição não tem 3º turno e, portanto, devemos seguir em frente neste propósito de união nacional pelo bem do País, como também defendeu elegantemente o Senador Aécio Neves, candidato da oposição.

De minha parte, como Presidente do Senado Federal, defendo a superação das divergências e também reitero minha defesa pela reforma política como o fiz desde sempre e, em especial, em 2013, após as manifestações cívicas.

Por ser tratar de uma unanimidade estática, onde todos são favoráveis, mas ela nunca prospera, devemos mesmo recorrer à força transformadora da sociedade.

Entendo, entretanto, que o melhor caminho é o Congresso Nacional aprovar a reforma  - caso contrário poderá pagar caro pela omissão – e submetê-la a um referendo popular, como fizemos na proibição de venda de armas e munições.

Um dos maiores recados dados aos governantes nas ruas em 2013 e, agora nas eleições gerais de 2014, foi que a sociedade está atenta, madura e exigindo ser ouvida com mais assiduidade e mais respeito. A sociedade exige mudanças, mas também deseja ser protagonista neste processo.

Renan Calheiros
Presidente do Senado Federal

  Domingo, 26/10/2014 - 10h07
Presidente da AMA participará de mobilização em Brasília

Dando continuidade à luta pelo aumento do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), o presidente da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) vai participar da Mobilização Permanente que acontece nesta terça e quarta-feira, 28 e 29 de outubro, realizado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM).

Nesta semana, as bandeiras são o aumento do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), a prorrogação do prazo para o cumprimento da Política Nacional dos Resíduos Sólidos (PNRS) e um novo critério de reajuste do piso dos professores.

Os gestores municipais devem se mobilizar para que essas propostas sejam encaminhadas tanto na Câmara quanto no Senado. A primeira sessão no Plenário da Câmara está marcada para às 16 horas do dia 28, mas a pauta ainda não está definida. Os líderes partidários devem se reunir para decidir o que entra em votação. O presidente da Casa, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB – RN), havia antecipado algumas proposições que devem ser listadas. A elevação do FPM está entre elas.

Atualmente, a pauta do Plenário da Câmara está trancada pelo Projeto de Lei (PL) 7.735/2014, que fixa novas regras para pesquisa e exploração do patrimônio genético de plantas e animais. Mas, isso não impede a votação de Medidas Provisórias (MPs), Propostas de Emenda à Constituição (PECs), Projetos de Decreto Legislativo (PDSs) e Projetos de Resolução. O que pode prejudicar a apreciação de matérias pelo pleno é a falta de quórum. Devido ao fim das Eleições Gerais, muitos parlamentares ficam nas bases eleitorais para “costurar” parcerias futuras.

 

Propostas que podem ser pautadas

De acordo com declarações de Alves antes do segundo turno, entre as proposições que podem entrar em pauta, além do aumento do FPM, está, por exemplo, a que trata do Orçamento Impositivo. Ele obriga o governo a liberar todas as emendas individuais de deputados e senadores ao Orçamento e parte delas deve ser obrigatoriamente aplicada em Saúde.

Há também o projeto que obriga o governo federal a aplicar 10% das receitas correntes brutas em Saúde; a que acaba com a contribuição previdenciária de inativos; a que concede aposentadoria integral para o servidor que se aposentar por invalidez; e a que assegura adicional noturno aos policiais e bombeiros.

 

AMA com informações CNM

  Sábado, 25/10/2014 - 23h00
LEURENY 70 ANOS

A cantora alagoana Leureny se apresenta no próximo dia 16 de novembro (domingo), às oito da noite, no Teatro Deodoro. O show ‘Festa – Leureny 70 anos’ foi idealizado para comemorar os 70 anos da artista alagoana, que tem uma vida inteira dedicada à música, levando o nome de Alagoas aos quatro cantos do Brasil e ao exterior. O show terá um repertório repleto do melhor da MPB e de músicas que ficaram marcadas pela interpretação e a voz de Leureny. O show encerra a programação comemorativa dos 104 anos do Teatro Deodoro, o principal e mais importante palco cultural do estado, que em breve será divulgada.

  Sexta-feira, 24/10/2014 - 18h23
Ranking das reclamações

O Procon/Alagoas divulgou o ranking das dez empresas mais reclamadas em setembro de 2014. De acordo com os dados do Sistema de Informação Nacional de Defesa do Consumidor (Sindec), a Caixa Econômica Federal foi a empresa com maior número de reclamações, totalizando 110. Em seguida, veio a Claro S.A com 108 e no terceiro lugar a Oi Móvel com 97.

  Quinta-feira, 23/10/2014 - 12h50
Murici realiza eleiminatória para o Caldeirão de Letras
Foto: Lininho  

Alunos das escolas da rede municipal de ensino de Murici participaram na manhã desta quinta-feira (23) da etapa municipal do projeto Caldeirão de Letras, criado pela Associação dos Municipios Alagoanos (AMA).

A eliminatória aconteceu no auditório da Secretaria Municipal de Educação e contou com representantes de oito escolas da rede pública de ensino, tendo como vencedor o aluno Ruhã Carlos, do 5º ano do ensino fundamental da Escola Governador Lamenha Filho.

Agora o representante da cidade de Murici participará da etapa regional no dia 08 de novembro na cidade de Capela. A grande final será dia 22 de janeiro na Feira dos Municípios.

Caldeirão de letras

O Caldeirão de Letras tem como objetivo incentivar a leitura entre os jovens e o conhecimento correto da ortografia e além do patrocínio da FAT, também terá o apoio da União dos Dirigentes Municipais de Educação de Alagoas (Undime) e do Governo do Estado. A gincana Caldeirão de Letras é uma competição entre os estudantes do ensino fundamental dos municípios e podem participar todos os que estiverem matriculados nas escolas municipais até o 9º ano.

  Quarta-feira, 22/10/2014 - 09h37
SEGURANÇA ELEIÇÕES

A Polícia Militar de Alagoas reforçará o policiamento durante o segundo turno das eleições para presidente da República que ocorrerá neste domingo com o envio de efetivo para os municípios do interior do Estado. O embarque está marcado para a próxima sexta-feira, com saída do Quartel Geral, no Centro, às 7 horas. O efetivo contará com mais de 4.200 policiais que darão reforço na Região Metropolitana de Maceió e no interior do Estado.  O anúncio foi feito pelo comandante-geral da Corporação, Marcus Vinícius, nesta quarta-feira, juntamente com os comandantes de Policiamento da Capital, coronel Louvercy Monteiro, e do Policiamento do Interior, coronel Ivon Berto, que apresentou o planejamento estratégico para a disposição da tropa no próximo domingo. Os municípios do interior do Estado irão mais que dobrar  seu efetivo regular, e o Bope permanecerá de prontidão com bases montadas não só na capital, mas também no interior, caso seja necessário seu pronto emprego numa situação emergencial.

  Segunda-feira, 20/10/2014 - 16h39
Renan pede e prefeitos adiam mobilização para depois da eleição
Foto: Assessoria  

Um apelo do presidente do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros (PMDB), evitou a paralisação da maioria das prefeituras alagoanas, no final da manhã desta segunda-feira (20).

 

A paralisação havia sido marcada pela Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), para exigir do governo federal o aumento dos repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) às prefeituras. Porém, o apelo de Renan, em reunião com cerca de 30 prefeitos de todas as regiões do Estado, multiplicou-se rapidamente e obteve o consenso da maioria dos prefeitos para evitar a paralisação das prefeituras às vésperas do segundo turno da eleição presidencial.

 

“Um protesto nessas circunstâncias, por mais justo que seja – e nós somos solidários a todos os prefeitos – prejudica o caráter apartidário da AMA”, ponderou o prefeito de Jequiá da Praia e ex-presidente da AMA, Marcelo Beltrão.

 

“Nós concordamos em construir uma agenda comum de mobilização e de providências práticas contra a crise nas finanças dos municípios”, disse Beltrão. “Por exemplo, vamos tomar medidas uniformes para contenção de despesas nas prefeituras até o final do ano, sem prejudicar os serviços à população”. Segundo Marcelo Beltrão, os prefeitos se comprometeram a, até dezembro, cortarem gastos não prioritários, como eventos, festas e outras despesas desse tipo.

 

“Ao mesmo tempo, vamos manter a mobilização em Brasília, com apoio do senador Renan Calheiros, da atual bancada federal e da futura bancada, para aprovação do aumento do FPM para os municípios brasileiros”, disse o ex-presidente da Ama.

 

Renan Calheiros disse aos prefeitos que o caráter suprapartidário da AMA não recomendava uma paralisação contra a presidente Dilma que “adquiria claras conotações partidárias a cinco dias da eleição presidencial”.

 

Segundo Renan, a necessidade de mudança na distribuição dos impostos, para fazer justiça a estados e municípios, sobretudo aos mais pobres como Alagoas, “é um imperativo, um clamor nacional que já formou consenso”.

 

“Conseguimos com Lula, temos de conseguir também com Dilma”, afirmou o senador. A proposta, lembrou o senador, “está na Câmara dos Deputados há três anos”. Renan citou as perdas dos estados não-produtores nas compras via internet ou pelos correios como exemplo de perdas que o Nordeste tem que reverter.

 

“Nessas compras, o estado vendedor fica com todo o imposto e o estado comprador, como é o caso de Alagoas, não ganha nada. É dinheiro nosso quer vai para outros estados sem nenhum  retorno. Esse mercado de compras por meio eletrônico está movimentando mais de 30 bilhões de reais só este ano. Se uma parte desse imposto ficasse aqui, seriam R$ 15 milhões a cada mês para o Estado e os municípios”, disse o senador.

 

Renan se colocou à disposição dos prefeitos para construção de uma agenda de mobilização logo depois do segundo turno da eleição, para conquistar a elevação do FPM.

 
Foto:
Clique na imagem para ampliar