Blog do Lininho  
Rapidinhas  
  • Segunda-feira, 15/10/2012 - 16h00
    AGUARDE... Logo você verá aqui as rapidinhas do blog do lininho..
Compartilhe
 
 

Quem não nasce para servir, não serve para viver

ditado popular
 
 
 
 
  Sexta-feira, 03/7/2015 - 15h10
Inscrições para Jogos Estudantis de Alagoas começam no próximo dia 06
Registros das escolas participantes serão realizados no Cepa; Expectativa da comissão organizadora é inscrever mais de 4 mil participantes

As inscrições para a etapa estadual dos Jogos Estudantis de Alagoas (Jeal) começam na próxima segunda-feira (06) e prosseguem até a quarta (08). Professores e coordenadores de educação física de escolas públicas e particulares alagoanas devem comparecer ao Centro de Formação Ib Gatto (Cenfor), no Centro Educacional de Pesquisa Aplicada (Cepa), no horário das 9h às 12h ou das 13h às 17h para fazer o registro de sua escola.

 

A quinta-feira (09) será exclusiva para o ajuste de possíveis pendências e a expectativa da comissão organizadora é que mais de 4 mil participantes se inscrevam.

 

A competição ocorre de 23 de julho a 02 de agosto em Maceió, com a disputa de duelos nas modalidades voleibol, basquete, futsal, handebol, atletismo, ginástica rítmica, xadrez, tênis de mesa, natação e badminton. A portaria que institui os jogos, os representantes legais e o regulamento geral já está disponível no site da Secretaria de Estado da Educação, no endereço www.educacao.al.gov.br

 

Para o coordenador geral do Jeal, Emanuel Amaral, a edição de 2015 promete superar todas as expectativas. Isto porque, ainda nas etapas regionais deste ano, nas modalidades futsal e handebol, mais de mil atletas participaram. 

 

“As regionais nos surpreenderam pelos números alcançados. Acreditamos que teremos uma grande competição estadual. Somente nas modalidades coletivas, serão 650 jogos. Dessa forma, teremos uma grande integração entre instituições e atletas, promoção do desporto e paradesporto e revelação de novos talentos”, destacou.

 

De acordo com Amaral, no próximo dia 16 serão realizados os congressos técnicos do Jeal  para a definição das tabelas dos jogos.  

    

Paradesporto 

 

Nesta mesma edição do Jeal, também serão disputados os jogos paraescolares.  As inscrições também acontecem no Cenfor/Cepa de 06 a 08 deste mês para as modalidades de atletismo, natação, bocha e vôlei sentado, também com previsão de crescimento no número de participantes.

 

“Temos atletas comprometidos e com alto nível técnico. A maioria deles sempre conquista ouro nas edições nacionais, principalmente na natação e atletismo”, contou a responsável pela organização do evento, Rosângela Gomes.

 

Agência Alagoas

  Sexta-feira, 03/7/2015 - 15h09
Unidades de ensino terão até o dia 10 de julho para apresentarem suas propostas às CREs

A Secretaria de Estado da Educação (SEE) vai prorrogar o período de inscrições para as escolas de nível médio da rede estadual que pretendem atuar em regime de tempo integral, em Alagoas. O prazo, que se encerraria nesta sexta-feira, 3, foi estendido para até o dia 10 de julho.

 

O processo seletivo contempla diversas etapas, dentre as quais, a apresentação da proposta de implantação do tempo integral, que deve ser entregue às Coordenadorias Regionais de Educação (CREs).

 

Segundo Ricardo Lisboa, superintendente de Políticas Educacionais da SEE, entre os pré-requisitos para a escola se tornar de tempo integral, quatro são fundamentais: oferecer ensino médio, ter taxa de ocupação de no máximo 75%, dispor de infraestrutura adequada à modalidade e apresentar um estudo sobre seu potencial. 

 

O edital prevê que, até 2016, 13 escolas já estejam funcionando em tempo integral – uma em cada coordenadoria. A Escola Estadual Marcos Antônio, primeira unidade de ensino a funcionar neste regime,servirá de referência para as demais.

 

 

Critérios - Poderão se candidatar ao processo somente as escolas aptas a ofertar apenas Ensino Médio a partir de 2018. O processo de implantação do regime de tempo integral será gradativo, contemplando, inicialmente, as turmas do 1º ano do Ensino Médio em 2016.

 

No ano seguinte, além dos 1º anos, os estudantes do 2º ano também serão atendidos pelo sistema. Por fim, em 2018, o regime chega ao 3º ano, contemplando todo o Ensino Médio. A partir deste momento, não será mais ofertado o Ensino Fundamental nesta escola.

 

As unidades selecionadas pelo programa terão jornada semanal mínima de 35 horas e máxima de 50 horas, sendo que a carga horária diária não pode ser superior a nove horas.

 

O superintendente falou ainda que é de fundamental importância que as escolas tenham o aval do seu conselho escolar, para que possam se habilitar como unidade de ensino em tempo integral.“Caberá ao conselho escolar dizer se aquela unidade de ensino tem ou não condições de funcionar neste regime”, ressaltou Lisboa.

Agência Alagoas

  Sexta-feira, 03/7/2015 - 10h45
AMA participa de reunião no MI que define liberação de recursos

Os municípios do Nordeste que enfrentam uma das piores secas dos últimos 20 anos vão receber recursos para projetos que possam amenizar a estiagem nas cidades. O anúncio da liberação foi feito pelo Ministro da Integração, Gilberto Occhi, aos presidentes das Entidades Municipalistas do Nordeste.

O Secretário Geral da AMA, prefeito Jorge Dantas participou do encontro elogiou a atitude pontual e decisiva do ministro. “ Era essa decisão política que faltava. Essa articulação entre os órgãos federais e municipais para que as ações saiam do papel para beneficiar quem mais precisa: a população”, enfatizou Dantas.

Em Alagoas , 20 municípios serão contemplados com três sistemas simplificados de abastecimento de água,no valor total de R$ 390.000,00 para cada município. Deste valor foi concedido o crédito orçamentário de R$ 78.000,00 para cada um dos municípios, cujo valor já está empenhado.

Segundo o Ministro Gilberto Occhi até o final de julho os municípios devem entregar projetos e documentos exigidos para que Sudene, Dnocs e Codevasf possam analisar e o governo começar a liberar o dinheiro para as obras em setembro.

Ascom AMA

  Terça-feira, 30/6/2015 - 11h03
Convênio com Hospital do Coração assegura novo atendimento a pacientes em AL
Foto:  

Os investimentos realizados pelo governo do Estado na saúde pública não param. E para garantir aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) atendimento eficiente, humanizado e ágil, a Secretaria de Estado da Saúde firmou parceria com o Hospital do Coração de Alagoas (HCOR/AL), com o propósito de assegurar que os pacientes do Hospital Geral do Estado (HGE) tenham acesso à angioplastia primária, procedimento que não era realizado em hospitais públicos do Estado.

Com isso, ao ser interno no HGE e diagnosticado com infarto agudo do miocárdio, o paciente triado com indicação de angioplastia primária é encaminhado para o HCOR/AL, onde é submetido aos procedimentos necessários, que assegurem o seu pronto restabelecimento.

 

Agência Alagoas

  Segunda-feira, 29/6/2015 - 11h07
FIES: Segunda edição do ano terá oferta de 61,5 mil contratos; formação de professor é prioridade

Cursos de formação de professores e nas áreas de engenharia e de saúde terão prioridade na segunda edição de 2015 do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). O anúncio foi feito nesta sexta-feira, 26, pelo ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro. A oferta será de 61,5 mil novos contratos.

De acordo com o ministro, também terão prioridade os cursos de maior qualidade — com base nos conceitos de curso e preliminar de curso —, com notas cinco e quatro, e as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, à exceção do Distrito Federal. “Os cursos de maior qualidade receberão particular ênfase, pois assim se garante que os estudantes estarão pagando, e o país estará financiando, cursos que serão melhores para a sua formação”, disse.

Janine Ribeiro afirmou, entretanto, que essa prioridade não exclui vagas em cursos de outras áreas de formação nas regiões Sul, Sudeste e no Distrito Federal, além de cursos com nota três. “O objetivo é melhorar a igualdade das regiões, melhorar a qualidade dos cursos ofertados e focar os cursos nas prioridades da sociedade brasileira”, disse.

Pela primeira vez, o Ministério da Educação conseguiu desconto de 5% nas mensalidades que serão financiadas pelo Fies. Os juros são de 6,5%, subsidiados pelo governo federal. O edital e as portarias que regulamentam a segunda edição do Fies devem ser publicadas no Diário Oficial da União de 3 de julho próximo.

MEC

  Sexta-feira, 26/6/2015 - 14h37
Alagoas: Salários de junho começam a ser liberados na terça (30)

Os salários dos servidores estaduais referentes às atividades do mês de junho começam a ser liberados na próxima terça-feira (30). Na data, recebem aqueles com vencimentos até R$ 2.226,00, que corresponde a mais de 60% do total de servidores ativos e inativos do Estado de Alagoas.

 

A segunda faixa salarial, correspondente aos vencimentos acima de R$ 2.226,00, estará disponível a partir do dia 11 de julho.

SEFAZ

  Sexta-feira, 26/6/2015 - 14h31
Prefeitos solicitam apoio financeiro ao Governo Federal

Esta semana a Confederação Nacional de Municípios (CNM) pediu oficialmente ao governo federal R$ 1 bilhão, na forma de Apoio Financeiro aos Municípios (AFM). Em matéria publicada no jornal Folha de São Paulo, o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, disse que a “arrecadação em 2003 foi difícil, mas neste ano a dificuldade está maior ainda”. Rachid também estava à frente do fisco no primeiro mandato do presidente Lula.

A notícia acendeu o sinal vermelho para os municípios que passam por dificuldades financeiras pela grande carga de serviços impostos pelo governo, sem definição de fonte de financiamento, disse o presidente da AMA, Marcelo Beltrão. “A declaração preocupa, diz o prefeito porque o governo federal também está querendo mudar as regras- com o carro andando- do repasse de 0,5% a mais no PFM de julho”, afirmou Beltrão.

O documento elaborado pela CNM explica que os 5.568 prefeitos de todo o Brasil aguardam o recebimento da primeira parcela do aumento de 1% no Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Conforme combinado com o Congresso e a Presidência, a primeira parte será de 0,5% do total de doze meses de arrecadação – de julho de 2014 a junho de 2015.

O montante esperado era de R$ 1,850 bilhão. No entanto, pelo entendimento do Tesouro Nacional, o valor determinado na Emenda Constitucional 84/2014 é referente aos meses de janeiro de 2015 a junho de 2015. Isso fará com que o total esperado pelos Municípios caia pela metade – pois considera apenas seis meses e não doze.

 

Negociação

No ofício, a CNM lembra que, em reunião na última semana, a Subsecretaria de Assuntos Federativos da Presidência reconheceu que esta foi a negociação. Os acordos foram feitos com o então ministro da Fazenda, Guido Mantega, pós XVII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, em maio de 2014.

 

Entenda

Conquista da XVII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, o aumento de 1% no FPM foi dividido inicialmente em duas partes. Como dito, meio ponto porcentual até 2016 e a partir daí 1% integral a cada ano, sempre em julho. Os critérios de distribuição seguem a mesma regra do 1% transferido em dezembro, e também conquistado pela CNM.

A promulgação da Emenda 84 ocorreu em dezembro de 2014 e desde então os prefeitos de todo o Brasil esperam este repasse para amenizar a crise financeira das prefeituras. A EC alterou o artigo 159 da Constituição e elevou de 23,5% para 24,5% a composição do FPM. Pela negociação, a elevação seria assim: 24,0% este ano e 24,5% ano que vem.

Para a CNM, é importante deixar claro aos gestores que, durante as negociações do aumento, nenhuma das propostas continha o artigo que hoje prejudica o total a ser repassado em julho. Novamente alertamos: o trecho foi introduzido à redação final.

Em julho de 2016, esta elevação no FPM vai representar R$ 4,2 bilhões a mais, estima a CNM.

AMA

  Quinta-feira, 25/6/2015 - 10h17
Chefe da Receita diz que arrecadação está pior que em 2003
AMA diz que notícia acende sinal vermelho para dificuldades nos municípios
Foto: e fonte: AMA  

Em matéria publicada no jornal Folha de São Paulo, o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid , disse que a “ arrecadação em 2003 foi difícil, mas neste ano a dificuldade está maior ainda.” Rachid  também estava à frente do fisco no primeiro mandato do presidente Lula.

Os novos dados da arrecadação do governo federal deverão ser divulgados nos próximos dias –até abril, houve recuo de 4,4%. “Mas estamos trabalhando em uma série de estratégias com o ministro Joaquim, tomando medidas para aumentar a receita.”

A notícia acendeu o sinal vermelho para os municípios que passam por dificuldades financeiras pela grande carga de serviços impostos pelo governo, sem definição de fonte de financiamento, disse o presidente da AMA , Marcelo Beltrão. “ A declaração preocupa, diz o prefeito porque o governo federal também está querendo mudar as regras- com o carro andando- do repasse de 0,5% a mais no PFM de julho.

Esta semana a Confederação Nacional de Municípios (CNM) pediu oficialmente ao governo federal R$ 1 bilhão, na forma de Apoio Financeiro aos Municípios (AFM).

 

 

No documento, a CNM explica que os 5.568 prefeitos de todo o Brasil aguardam o recebimento da primeira parcela do aumento de 1% no Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Conforme combinado com o Congresso e a Presidência, a primeira parte será de 0,5% do total de doze meses de arrecadação – de julho de 2014 a junho de 2015.

O montante esperado era de R$ 1,850 bilhão. No entanto, pelo entendimento do Tesouro Nacional, o valor determinado na Emenda Constitucional 84/2014 é referente aos meses de janeiro de 2015 a junho de 2015. Isso fará com que o total esperado pelos Municípios caia pela metade – pois considera apenas seis meses e não doze.

Negociação

No ofício, a CNM lembra que, em reunião na última semana, a Subsecretaria de Assuntos Federativos da Presidência reconheceu que esta foi a negociação. Os acordos foram feitos com o então ministro da Fazenda, Guido Mantega, pós XVII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, em maio de 2014.

Entenda

Conquista da XVII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, o aumento de 1% no FPM foi dividido inicialmente em duas partes. Como dito, meio ponto porcentual até 2016 e a partir daí 1% integral a cada ano, sempre em julho. Os critérios de distribuição seguem a mesma regra do 1% transferido em dezembro, e também conquistado pela CNM.

A promulgação da Emenda 84 ocorreu em dezembro de 2014 e desde então os prefeitos de todo o Brasil esperam este repasse para amenizar a crise financeira das prefeituras. A EC alterou o artigo 159 da Constituição e elevou de 23,5% para 24,5% a composição do FPM. Pela negociação, a elevação seria assim: 24,0% este ano e 24,5% ano que vem.

Para a CNM, é importante deixar claro aos gestores que, durante as negociações do aumento, nenhuma das propostas continha o artigo que hoje prejudica o total a ser repassado em julho. Novamente alertamos: o trecho foi introduzido à redação final.

Em julho de 2016, esta elevação no FPM vai representar R$ 4,2 bilhões a mais, estima a CNM.

  Terça-feira, 23/6/2015 - 13h18
Prefeitos e governo vão discutir melhor modelo para distribuição de água
Foto: e fonte: AMA  

Prefeitos dos 38 municípios em situação de emergência por causa da seca participaram da solenidade de assinatura do termo de compromisso entre o governo do Estado e o Governo Federal, através do Ministério da Integração, para repasse de R$ 20 milhões, a ser aplicado no combate emergencial à seca no Estado. O recurso será destinado às adutoras de montagem rápida e à distribuição de água por meio de carros-pipa. A operação será feita pela Comissão Estadual de Defesa Civil em parceria com os prefeitos para que nenhuma comunidade deixe de ser abastecida, assegurou o governador Renan Filho.

Os prefeitos, que na semana passada se reuniram para cobrar agilidade do governo saíram do encontro apostando que, agora, os municípios serão atendidos. O Secretário geral da AMA, prefeito Jorge Dantas, que representou a Entidade, mostrou os números perversos da seca que vem se agravando, especialmente esse ano, porque a pluviosidade está 30% menor que a meta histórica. “Não há água e sobra a tarefa hercúlea para os prefeitos de abastecer as milhares de cisternas dos sertanejos. Reconheço a ajuda do Governo Federal com a Operação Pipa, mas ela é insuficiente para a atual demanda”, esclareceu Dantas.

O prefeito defendeu ainda que os recursos sejam prioritariamente para os carros-pipa porque “o chuvisco que tem caído no Sertão mal tem conseguido molhar o chão para a aragem da terra”. Em nome da AMA, Jorge Dantas disse também que as ações estruturantes são bem vindas e importantes para que em 2016 os prefeitos não precisem estar novamente passando por esse drama. O prefeito também solicitou do governo a retomada da contrapartida de uma emenda parlamentar do deputado Artur Lira para compra de equipamentos a serem distribuídos às prefeituras.

O Ministro Gilberto Occhi, que veio a Maceió especialmente para anunciar a liberação de recursos na ordem de R$ 20 milhões disse que, mesmo na dificuldade que o país atravessa não vão faltar recursos para Alagoas. “São ações conjuntas que terão início e fim”, garantiu. As obras emergenciais serão construção de poços e adutoras de engate rápido. Serão investidos também R$ 38 milhões para a conclusão, até o final do ano, da Adutora do Alto Sertão, que estava com obras paralisadas. O sistema de captação levará água a seis municípios: Olho D’Água do Casado, Pariconha, Água Branca, Delmiro Gouveia, Canapi e Mata Grande.

O governador Renan Filho, que assinou o termo, também anunciou que o governo federal aportará recursos para a conclusão do trecho III do Canal do Sertão. O canal tem água até o km 62. “Com esses recursos, investidos esse ano nos trechos III e IV, levaremos água até o km 105, já no mês de setembro ou outubro”, acrescentou.

O governador também disse que os recursos chegam em um momento difícil para todos e vai conseguir dar um “fôlego” aos prefeitos que “estão devendo muito na praça” para manter os carros pipa.

A comissão anunciada pelo governador vai aguardar ser chamada para opinar sobre o melhor modelo de distribuição de água.

  Quinta-feira, 18/6/2015 - 09h39
Iniciativa Educadores do Brasil abre inscrições nesta quinta-feira

Diretores e professores de escolas públicas de todo o Brasil podem se inscrever, a partir desta quinta-feira (18), na Iniciativa Educadores do Brasil. Realizada pelo Ministério da Educação(MEC) e Conselho Nacional dos Secretários de Educação (Consed) em parceria com instituições privadas e do terceiro setor, a iniciativa reúne os prêmios Professores do Brasil e Gestão Escolar. As inscrições podem ser feitas até o dia 14 de setembro e mais informações sobre o regulamento podem ser encontradas no sitewww.educadoresdobrasil.org.br.

 

O prêmio Professores Brasil reconhece educadores com projetos/iniciativas que tenham proporcionado melhoria na qualidade de ensino. Já o prêmio Gestão Escolar agracia os projetos inovadores e exitosos em gestão escolar.

 

Embora integrados, com um mesmo prazo de inscrição e um site único, os dois prêmios permanecem com o foco específico, tendo cada um o seu público-alvo e as regras de seleção próprias. Ambos concedem premiação em dinheiro aos profissionais e escolas selecionadas.

 

Para a secretária adjunta da Educação, Laura Souza, as premiações representam o reconhecimento das boas práticas da Educação Básica. “Estes prêmios estimulam projetos empreendidos por gestores e professores que tenham contribuído para a melhoria da aprendizagem e, por isso, é importante que nossos educadores se informem sobre estas iniciativas e participem”, destacou.

 

Em Alagoas, a última edição do Prêmio Gestão Escolar ocorreu em 2013, premiando a Escola Manoel de Matos, de Santana do Mundaú na etapa estadual. A conquista permitiu à unidade de ensino participar de intercâmbios educacionais nos Estados Unidos e  também com a Inglaterra.

 

Capacitação –  A coordenadora estadual do Prêmio Gestão Escolar na SEE, Antonina Góes e a técnica da Assessoria de Comunicação da secretaria, Andréa Gomes, participaram de capacitação de Brasília acerca do processo de inscrições e dos procedimentos  para a participação das unidades escolares nos prêmios da Iniciativa Educadores do Brasil.

 

Na ocasião, foram expostas as ações que serão desenvolvidas em 2015 nos dois prêmios Gestão e Professores do Brasil; a elaboração de planos de ação regionais em parceria com as  assessorias de comunicação do estado e aprofundamento dos conhecimentos sobre a ficha de inscrição das escolas e dos professores nos prêmios.

 

Para Antonina, a formação esclareceu e alinhou informações referentes aos dois prêmios. “Foi um momento muito enriquecedor e de trocas de experiências. Traçamos algumas ações que poderão ser desenvolvidas em nosso estado para mobilizar ainda mais nossas escolas”, falou.

 SEE

 
Foto:
Clique na imagem para ampliar
 
 

  Você é a favor da implantação da Ideologia de Gênero nas escolas?